A Difícil Vida do Empreendedor: Por que sua empresa não consegue o empréstimo emergencial?

Por que você, empreendedor, não está conseguindo o empréstimo emergencial para sua empresa?

Apesar da ampla divulgação na imprensa sobre o pacote de medidas criado pelo Governo Federal para ajudar os empreendedores a lidarem com a crise causada pela pandemia, na prática, as empresas não têm conseguido acesso ao tão desejado crédito.

Os programas de incentivo governamentais não têm chegado aos MEI, micro, pequenos e médios empresários.

E por que isso tem ocorrido? Vamos explicar tudo nesse artigo.

Linhas de crédito para Empreendedores: BNDES

Para começar, vamos entender como funcionam os empréstimos empresariais através do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Atualmente, as principais linhas de crédito voltadas para as pequenas empresas, destinadas ao enfrentamento dos efeitos econômicos causados pela pandemia são as seguintes:

  • Crédito para Folha de Pagamento: estão disponíveis R$ 40 milhões em crédito para pagar a folha de pagamento, com o objetivo de financiar até 2 salários mínimos por empregado. Saiba mais sobre o Programa Emergencial de Suporte a Empregos aqui.
  • Mais Capital de Giro: foram liberados pelo governo R$ 5 bilhões em crédito para capital de giro de pequenas e médias empresas. Saiba tudo sobre esse programa de crédito aqui.

Contudo, para ter acesso a tais recursos, a questão é que você, empreendedor, não negocia diretamente com o BNDES. Apenas as grandes empresas, que pleiteiam financiamentos acima de R$ 10 milhões, o fazem.

Para as pequenas e micro empresas, essa concessão de crédito se dá de forma indireta, ou seja, através de um banco comercial que intermedia essa transação. Esse banco comercial (por exemplo, Bradesco, Itaú, Caixa, Banco do Brasil, Santander, dentre outros) funciona como um fiador da sua empresa junto ao BNDES.

Na prática, ocorre da seguinte forma: o banco comercial pega o dinheiro com o BNDES e empresta para você. Uma vez que o banco atua como o seu fiador, se você não pagar o empréstimo, o banco tem a obrigação de pagar por você.

Isso significa que, apesar do programa ser criado pelo Governo, quem decide se irá emprestar ou não o dinheiro a você empreendedor são os bancos comerciais, de acordo com as regras que eles estabelecem.

Veja mais sobre o assunto nesse vídeo.

Por que os bancos têm negado crédito aos pequenos empreendedores?

Os bancos têm se recusado a aprovar o crédito aos micro e pequenos empreendedores por uma simples razão: eles não querem assumir esse o risco por você e por sua empresa.

Antes da pandemia, a maioria das empresas já contava com um limite de crédito pré-aprovado liberado pelo seu banco de relacionamento.

O que você empreendedor talvez não tenha percebido, é que logo após o início da crise esse crédito automaticamente foi reduzido pelo banco.

E por que os bancos fizeram isso? Porque ao vislumbrar a crise, eles começaram a se preocupar com a capacidade das empresas conseguirem pagar tais empréstimos. Como sabemos, os bancos evitam a todo custo correr riscos.

Por que os bancos iriam emprestar dinheiro para quem corre o risco de não ter condições de pagár?

Você, empreendedor, por exemplo, faria uma compra no seu cartão de crédito para aquele seu amigo que está cheio de dívidas e você sabe que quando chegar a fatura, muito provavelmente, ele não poderá lhe pagar e você precisará pagar por ele?

Então, esse é o raciocínio que os bancos comerciais fazem quando empreendedores batem às suas portas em busca do crédito emergencial.

Qual empreendedor consegue o crédito emergencial?

Mesmo que o seu banco tenha interesse em lhe emprestar esse dinheiro, ele não fará isso sem que você lhes apresente alguma garantia. Ou seja, um patrimônio da sua empresa para assegurar o pagamento desse dinheiro, caso você não consiga honrar a dívida.

E não é só isso. Além de garantias eles ainda exigem diversos documentos, como certidões negativas e um plano de negócios que devido à sua complexidade, não é algo que fica pronto rapidamente e que as empresas, principalmente MEI e pequenos empreendedores, não dispõem.

Então, se você chegar no banco alegando que precisa do empréstimo emergencial para pagar a folha de pagamento, para manter os seus funcionários e evitar que a sua empresa quebre, certamente ouvirá uma não como resposta, disfarçado de “o seu crédito não foi aprovado”.

Os poucos empreendedores que conseguiram crédito, além de apresentar as garantias e toda a documentação exigida mencionada anteriormente, certamente não o conquistaram para reduzir os efeitos da pandemia, mas para expandir o negócio, fazer a empresa crescer.

Isso significa que o crédito está sendo liberado não para as empresas que mais precisam dele para evitar fechar as portas, e sim para aquelas que estão financeiramente saudáveis e estão conseguindo crescer na crise. Como sabemos, uma esmagadora minoria.

Essa é a verdade sobre os empréstimos emergenciais disponibilizados pelo governos aos pequenos empreendedores.

E como o empreendedor pode conseguir crédito para enfrentar a crise?

Uma vez que a solução do empréstimo emergencial para o micro e pequenos empreendedores através do BNDES não chegará, os empreendedores precisarão lidar com outras soluções.

A boa notícia é existem outras empresas de fomento, que não estão ligadas aos bancos comerciais, com linhas de crédito disponíveis para as empresas.

Mas, antes de buscar um empréstimo é fundamental que você tenha a sua empresa em ordem, caso contrário, não conseguirá nenhuma aprovação de crédito.

Suas certidões negativas estão em dia? Como estão os seus livros fiscais, contábeis e trabalhistas? Eles estão atualizados? Como anda a gestão financeira do seu negócio? As suas contas pessoais estão separadas das contas empresariais? Os documentos da sua empresa estão de acordo com o seu extrato bancário?

Essas e outras questões são o dever de casa do empreendedor que precisa obter crédito. Então, agora que você já sabe o que precisa ser feito, foque em manter atualizadas e organizadas as contas da sua empresa.

E, caso precise de ajuda para organizar a vida financeira do seu negócio, entre em contato conosco. O nosso time de consultores estará à sua disposição para esclarecer todas as suas dúvidas.

E se você quiser se tornar um consultor de dívidas, confira o curso profissionalizante de uma das carreiras mais carente e rentável do Brasil.

Fonte: https://emanuelrecife.jusbrasil.com.br/artigos/866977283/a-dificil-vida-do-empreendedor-por-que-sua-empresa-nao-consegue-o-emprestimo-emergencial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo