Introdução ao Planejamento Tributário nas Empresas Familiares

Entendendo o Planejamento Tributário e sua função nas Empresas Familiares.

Em aprofundamento sobre a advocacia preventiva, assunto base para melhor entendimento acerca do Planejamento Patrimonial da família, verificamos que há diversos ramos em que um advogado pode exercer suas atividades, a depender da necessidade do cliente.

Geralmente as empresas necessitam de um trabalho preventivo mais rigoroso, o mais comum é encontrar advogados atuando na seara trabalhista da empresa, tanto para adequá-lá aos ditames da CLT, ou atuar nos processos já existentes.

Porém, as empresas podem planejar também sua relação com o fisco. Adequando-se da melhor maneira e, consequentemente, de forma legal, reduzir os custos diante da alta cobrança de tributos.

Nesse contexto, de maneira geral, temos então o que chamamos de Planejamento Tributário, onde trata da gestão de pagamento de tributos além do estudo de maneiras de reduzir, legalmente, a alta carga tributária da empresa.

Nesta esteira, iremos tratar daqui em diante o Planejamento Tributário que servirá como forma de economia fiscal para empresas familiares, ou até mesmo àqueles que desejam organizar a sucessão de seus bens ao herdeiros e se livrar do inventário, evitando de entregar ao governo a enorme fatia do patrimônio adquirido durante toda uma vida.

Utilizando-se de termos legais, vamos verificar mais a frente que há formas muito mais vantajosas e eficazes de se fazer um Planejamento Sucessório por meio de uma organização corporativa com objetivo de trazer mais conforto a atividade econômica familiar, bem como com a menor incidência de tributos, tratando da imunidade do ITBI e as suas exceções, além do IR e ITCMD.

Fonte: https://chrisvilanova.jusbrasil.com.br/artigos/849250847/introducao-ao-planejamento-tributario-nas-empresas-familiares?ref=feed

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo